Nunca é cedo para começar a empreender

Grêmio Estudantil Parthenon: o exercício da cidadania para além dos muros escolares
1 de novembro de 2018

Antes uma prática restrita às faculdades, o Parthenon, em sintonia com a Reforma do Ensino Médio, acaba de implementar a primeira empresa júnior de Guarulhos voltada para alunos do Ensino Médio.

Uma escola atenta às novas demandas da contemporaneidade e envolvida com os anseios de seus alunos é aquela que também contribui para a entrada de seus aprendizes no mundo real do trabalho. As instituições de ensino não podem mais se isentar das responsabilidades de orientação e de entendimento dessa necessidade atual. Não é por acaso que tanto se fala em Reforma do Ensino Médio e, inclusive, já temos uma aprovada para implementar nos próximos anos; contudo, ela será inócua se não houver realmente um alinhamento entre as necessidades reais dos alunos fora dos muros escolares e sua aprendizagem em sala de aula.

Isso quer dizer que se torna preciso não somente ligar as escolhas de disciplinas cursadas durante os 3 anos de Ensino Médio aos objetivos profissionais dos alunos, mas também simular situações que os aproximem das demandas do mercado de trabalho que em breve enfrentarão.

Baseadas nessas orientações, as boas escolas implementaram em seus currículos o uso da tecnologia, a análise de variadas linguagens, o estudo de diferentes representações artísticas, a aproximação entre os fatos históricos e a contemporaneidade, a observação filosófica e sociológica. Mas não bastava parar por aí: nós queríamos que essas transformações acontecessem de modo mais consistente. Por isso, o Colégio Parthenon criou o projeto “Empresa Júnior”.

Reconhecidas por órgãos competentes, as juniores não têm como objetivo o lucro imediato e tudo o que se arrecada por meio dela é investido na própria empresa. Trata-se de uma organização criada para contribuir com as comunidades locais e oferecer auxílio àqueles que não teriam fácil acesso a profissionais que prestam serviços especializados, bem como disponibilizar seus trabalhos a outras empresas.

Nesse processo, consultorias são formadas para que haja formação de alunos e capacitação para atendimento adequado àqueles que precisam dos serviços oferecidos. A criação de uma empresa dessa natureza favorece o aprendizado dos alunos que podem trocar experiências entre seus pares, beneficia outras empresas que podem contratar consultorias de alta qualidade garantida por professores que orientam os alunos e contribui para a construção de boas imagens daqueles que investem nessas empresas.

Em 2018, esse projeto, que era um sonho antigo dentro do Parthenon, voltou a ser pensado e foi amadurecendo. Explicadas as propostas de trabalhos, houve adesão maciça dos estudantes, que entrarão em contato, durante o ano letivo, com as rotinas típicas das empresas reais. As juniores, antes restritas às faculdades, ganharam espaço no Ensino Médio do Colégio Parthenon. Os alunos que se interessam pelos ambientes empresariais poderão contar com essa importante ferramenta de ensino e de observação da realidade. Para que possam conhecer melhor o funcionamento das corporações, os membros participarão ativamente da organização de eventos do colégio e compreenderão, desde sua idealização até a concretização do evento, as demandas importantes para que tudo funcione adequadamente.

Diante desse desafio real, os alunos estarão organizados em áreas de interesse de trabalho – publicidade, custos de produção, organização e logística do evento e apresentação do evento – e terão a oportunidade de participar de importantes decisões dentro do colégio.

Iniciativas como essa promovem, de modo bem consistente, a aprendizagem dos jovens frente às demandas do mercado de trabalho. Trata-se de aprender por meio de vivências práticas os dilemas que os estudantes enfrentarão quando não estiverem mais nos espaços escolares.