Currículo Ensino Fundamental II


O Ensino Fundamental II marca o aprofundamento de habilidades e competências que já começaram a ser formadas em outros segmentos de estudo. É neste momento que o aluno se torna mais capaz de resolver autonomamente os conflitos interpessoais e se sente mais potente para construir conhecimento entre seus pares e seus professores.
Principais características do 3º ciclo: sexto e sétimo anos
Nesse ciclo, os estudantes passam a ter disciplinas ministradas por uma equipe de professores especialistas; a vantagem é o auxílio no processo de organização, ensino e aprofundamento dos conteúdos.

Principais características do 4º ciclo: oitavo e nono anos
Durante os quatro anos de duração do Ensino Fundamental II, o aluno experimenta intensas transformações físicas e psíquicas, próprias da puberdade e da entrada na adolescência.

No entanto, é no 4º ciclo que se observa, com maior intensidade, o início de um processo de crise, às vezes muito difícil de ser vivido, tanto pelos sujeitos como por seus pais e educadores.
Mas é também uma fase repleta de momentos iluminados por novidades, surpresas, descobertas e superações. Nesse sentido, o PROJETO no contra período é reorganizado para atender aos anseios dos estudantes sem perder as possibilidades de integração com os conhecimentos conceituais.

Uma outra marca desse ciclo é a exigência de ATIVIDADES COMPLEMENTARES para as quais os estudantes são convidados a participar de momentos extracurriculares na escola e/ou nos ambientes que propiciam o crescimento cultural.

Além das complementares do quarto ciclo, o nono ano também vivencia a experiência de DISCIPLINAS ELETIVAS que lhe permitirão compor parte da grade curricular com escolhas individuais o que representa a primeira aproximação às demandas e à realidade do Ensino Médio.

Atividades Extracurriculares


Visam a complementar o currículo com trabalhos cujo principal valor educativo é a capacidade de mobilizar os alunos para a construção autônoma da própria identidade.

A diversidade de campos de conhecimento e a atuação apresentada correspondem à crença de que essa é uma demanda clara dos tempos atuais aos sujeitos em processo de formação.

Atividades esportivas: a prática de esportes é bastante valorizada, e os alunos e alunas podem escolher entre diferentes modalidades, tais como vôlei, futsal, basquete, handebol, capoeira, xadrez, ginástica artística, entre outras.
Plantão de dúvidas: as dúvidas que eventualmente surgirem, no desenvolvimento das atividades de casa, podem ser sanadas em plantões com professores especialistas, no contraturno das aulas.

Grupos de estudos dirigidos: trabalho com grupos menores, previamente agendados, que tem como objetivo fortalecer os conteúdos que estão sendo ministrados em sala de aula e, assim, potencializar a aprendizagem dos alunos que apresentaram mais dificuldades.

Projetos Institucionais


O Colégio Parthenon promove diversos projetos que visam o caminho progressivo da autonomia; a responsabilidade e a consciência em relação ao trabalho escolar; a formação de uma identidade pessoal positiva; a integração ao grupo e a reação pronta, serena e construtiva diante de diferentes situações.

Flipar e Mostrexplique: eventos de periodicidade bienal, o Flipar (Festival Literário do Colégio Parthenon) e o Mostrexplique (Feira de Ciências) constituem momentos importantes de apresentação dos trabalhos dos alunos nas áreas de Códigos e Linguagens e Ciências da Natureza.

​Banda de garagem: o projeto promove encontros semanais com alunos e alunas para a realização de ensaios e atividades de aprimoramento musical (voz e instrumentos) e para a formação de equipes de produção e roadie.

​Olimpíadas Acadêmicas: o Colégio Parthenon incentiva a participação de alunos e alunas em olimpíadas científicas de diferentes áreas do conhecimento, tais como Física, Matemática, Química, História do Brasil, Geografia, Biologia, entre outras. No decorrer do ano, ocorrem atividades de preparação direcionadas aos alunos interessados nessas atividades.

​Ação Social: com a intenção de trabalhar as posturas críticas frente às dificuldades enfrentadas pelas comunidades, surgiu o Projeto DOE por iniciativa dos próprios alunos do Ensino Médio. De cunho assistencial, são convidados a participar das iniciativas propostas pelo projeto que envolvem visitas a asilos e hospitais, trabalho voluntário e campanhas de doação.

​Empresa Júnior Parthenon: a contemporaneidade marca, dentro dos ambientes escolares, a mudança de paradigmas no trato com o mercado de trabalho. Sabe-se que uma boa escola deve preparar seus educandos para as situações profissionais concretas com as quais vão se deparar em seu dia a dia. Para isso, o Colégio Parthenon elaborou o projeto da empresa jovem por meio do qual os alunos - organizados e hierarquizados - compreendem as diversas ações para que uma instituição funcione adequadamente. A divisão das funções é realizada por meio de processo seletivo real.

Tecnologias Educacionais e Procedimentos de Pesquisa


Parte importante das competências necessárias ao estudante e cidadão de hoje são aquelas referentes ao uso das novas tecnologias, em particular as da informação. Para isso, contamos como uma infraestrutura arrojada, visando à utilização de dispositivos eletrônicos e seus diferentes recursos como ferramentas para desenvolver os conteúdos das disciplinas.

Google for Education: corresponde a um conjunto de ferramentas de produtividade desenvolvidas para promover a colaboração em sala de aula e tornar mais eficientes as relações de ensino e aprendizagem.

Tablets e Chromebooks: a utilização dessas ferramentas, além de tornar o aprendizado mais dinâmico e eficiente, reduz drasticamente o volume de material que os alunos precisam transportar diariamente para a escola.

Logos: ambiente virtual que armazena documentos pedagógicos e institucionais do Colégio.

​Google Classroom: sala de aula virtual que permite aos professores propor tarefas, controlar a entrega das atividades, atribuir feedbacks individualizados, organizar listas com links de sites complementares, organizar a agenda da disciplina, publicar avisos, disparar perguntas norteadoras para as próximas aulas, entre outras atividades e materiais.

​Khan Academy: a utilização da plataforma Khan Academy, em matemática, possibilita aos alunos uma sistematização diária dos conteúdos estruturantes da disciplina, além de possibilitar um aprendizado por meio da gamificação (aprendizagem por meio de jogos).

Plataforma SAS: ambiente virtual com exercícios extras, tarefas on-line, livros digitais, gráficos comparativos de aprendizagem, entre outros.

Infraestrutura: salas com projetores e dispositivos de som.

​Para mais informações, baixe a ficha completa ou agende uma visita.