G4 – 1ºB – Desdobramentos Econômicos da Pandemia

9441

Como se adaptar aos novos requisitos apresentados por esse cenário e se prevenir para as demais situações de instabilidade.

Não é novidade para ninguém que o nosso mundo atual gira ao redor do dinheiro e da economia. É algo primordial para a nossa sociedade e continuará a ser por muito tempo. Porém, esse ano, houve a grande pandemia de Covid-19, algo que abalou, e muito, as estruturas econômicas de diversos países, incluindo o Brasil.

Situação gerada pela pandemia
Durante a pandemia, o mundo parou, nos primeiros meses o desespero estava presente na casa de muitos cidadãos. O coronavírus, que entrou em evidência de fevereiro para março, fez com que o mundo funcionasse de maneira diferente, pois, com a existência de uma pandemia, a quarentena se tornou real.

Esse período manteve as pessoas enjauladas em suas próprias casas, fez com que saíssem apenas para as tarefas mais essenciais, como comprar mantimentos. Isso fez com que pessoas virassem seus olhos para os grandes produtores e parassem de dar a devida atenção para os pequenos negócios, desse jeito muitas lojas fecharam e a economia se estagnou, trazendo problemas para o país inteiro.

A existência de uma quarentena fez com que as pessoas parassem de investir, e, sem investimentos, a produção total de toda empresa diminui, o que faz com que a economia gerada em torno dessa produção fique prejudicada.

Sendo assim, os mais afetados por essa situação acabaram sendo os pequenos empreendedores, que, como dito anteriormente, acabaram em grande parte perdendo os seus negócios. Isso afeta a pessoa que mantém a empresa, pois muitos perdem toda a sua forma de renda. Por isso, é importante que haja investimentos por parte do governo que ajude essas pessoas, algo que não aconteceu, ou aconteceu sem eficiência em muitos países, como o Brasil.

Mas algo que poucos comentam, é que os pequenos negócios influenciam muito a economia no geral. No Brasil, em específico, micro e pequenas empresas desempenham um papel fundamental para o desenvolvimento econômico, sendo uma porcentagem considerável da economia como um todo. Além disso, eles ajudam a criar empregos e renda para a população, reduzindo também a desigualdade social.

Por esses motivos, podemos perceber que o impacto dessa pandemia não é grande apenas para pequenos empresários, e sim para toda a população. Assim, resolver esse problema é crucial para nós.

O nosso projeto e no que ele pode ajudar
Tendo em vista a situação atual, criamos o projeto e trabalhamos com uma página do Instagram, chamada @economic.parth. Em nosso perfil, fizemos algumas postagens abordando maneiras de ajudar pequenos investidores e microempresários a se reestruturarem e se reinventarem em meio a esta crise, como na organização, no contato com clientes, formas de venda e entrega, administração financeira e base de investimentos.

Além das dicas que demos nas postagens, indicamos que o dono do negócio leia e pesquise sobre o tema, se possível, faça cursos que o complementem como empreendedor. Claramente, esse indivíduo fará os cursos de acordo com sua condição, pois há cursos gratuitos e pagos. Sobre esse tipo de ensino, temos de ótima qualidade na FGV, Insper e Sebrae, esses são os que sugerimos.

Segue os links:
https://levanteideias.com.br/cursos/
https://www.coursera.org/learn/administracao-financeira
https://educacao-executiva.fgv.br/cursos/online/curta-media-duracao-online/como-fazer-investimentos-2
https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/cursosonline
https://www.tororadar.com.br/blog/bovespa-curso-de-investimentos-bolsa-de-valores

Os investimentos e sua importância
A capacidade de se adaptar a novas situações se tornou uma grande qualidade dentro do mercado. A utilização de ferramentas, que possibilitam a disseminação de informações e serviços através da internet, possibilitou a permanência e aumento, em alguns casos, do fluxo de rendimentos de grande parte dos negócios que adotaram esse sistema.

Além de danos causados a grandes empresas, pequenos negócios também são afetados de uma maneira muito mais hostil, já que não possuem uma infraestrutura com base forte para se manter durante períodos de instabilidade do fluxo de caixa. A situação da falta de planejamento é muito presente dentro dos negócios brasileiros, essa, por sua vez, pode ser amenizada através da adoção de algumas medidas preventivas, como uma reserva de emergência.

A reserva de emergência é um grande fator a se levar em consideração em períodos de instabilidade, essa medida pode ser implementada tanto por empresas quanto por empregados. Consiste na aplicação do dinheiro, em um investimento seguro e que possa ser retirado de uma maneira rápida, ou seja, que possui alta liquidez. O recomendado seria o acúmulo de capital dentro da reserva, até que a mesma atinja o equivalente de 6 a 12 vezes a média de gastos mensais do indivíduo ou grupo. Dentre os investimentos mais escolhidos estão o tesouro selic e poupança, assim como os CDBs.

É fato que o ato de investir apresenta grande importância dentro do cenário atual e principalmente no decorrer do tempo, uma vez que serve de base para a manutenção da consistência da vida financeira. Dada a sua grande importância, é essencial apresentar um conhecimento vasto para que não se perca em um labirinto de informações. Seguem então algumas dicas:

– Cheque informações: Atualmente houve um crescimento drástico na disseminação de fake news, por essa razão, a atenção a respeito de notícias falsas deve ser redobrada, já que essas podem lhe causar grandes prejuízos.

– Não seja ganancioso: A ganância se apresenta como um grande vilão quando diz respeito a dinheiro. Caso apresente a vontade de acumular riquezas e entrar de cabeça no mundo dos investimentos que inclui a renda variável, siga as dicas abaixo, procurando sempre por informações.

Procure informações em livros ou/e fontes confiáveis: Livros são uma grande fonte de informação, relatando experiências de grandes gênios do mundo financeiro que podem lhe ajudar. A matrícula em cursos também se apresenta como um jeito eficiente de adquirir conhecimento, mas esteja sempre atento a qualidade e confiabilidade.

Esteja em um fluxo constante de busca por conhecimento: O mercado financeiro apresenta um grande número de variáveis que estão em constante mudança; é de grande importância que você apresente um sistema de aprendizado constante para que não fique para trás.

Para ajudar ainda mais, apresentamos a seguir uma entrevista com Peterson Abrantes, um professor de matemática que se tornou um recente investidor da bolsa de valores. Atraído pelo objetivo de buscar segurança financeira, além de estimulado ao descobrir o quão ruim investir na poupança é, ele costuma, em seu tempo livre, sempre tentar aprender mais sobre investimentos. Pelo fato de ter começado a investir um pouco antes da pandemia, a qual causou diversos impactos na bolsa, ele conseguiu manter um plano de investimentos seguros, não sendo muito afetado.

Nessa pequena entrevista, serão dadas algumas dicas para quem está interessado em entrar para esse mundo dos investimentos, comentando sobre como começar, onde não é recomendado se arriscar muito, visto que são diversas variáveis envolvidas. Além disso, todo o seu conhecimento matemático adquirido pode ajudar em algumas situações, visto que serão de mais fácil entendimento certos fatores dentro desse meio.

https://drive.google.com/file/d/1GCT_D2EnkQRfRUWS6bPiPb0zhvVgj6Tv/view

Integrantes:
Ana Luiza Mota Gomes
Guilherme Mauricio Siqueira dos Santos
Matheus Aubin Zanetti Mangea
Matheus Figueiredo Mechenas
Pedro Henrique Barbosa Oliveira
Munique Mesquita Zanzini