G6 – 9ºB – Intolerância Religiosa

234

A Intolerância Religiosa é um problema já de muitos anos. No Brasil, se manifesta principalmente em relação às religiões de matriz africana, o preconceito começou por conta de vir dos escravizados. Essa questão também é mais relacionada ao racismo justamente por vir dos cativos que eram negros, e também, pela implantação da religião cristã nessas pessoas.

Muitos conflitos durante a História utilizaram da prática de intolerância religiosa como um dos motivos de perseguição ou conflito. O exemplo mais claro é o da Segunda Guerra Mundial, já que o grupo mais perseguido por eles era o dos judeus.

A intolerância religiosa é um tema pouco falado nas mídias sociais e que ainda causa muitos problemas na sociedade atual. Pelo fato de não ser muito noticiado, a falta de informação desses casos é algo até que comum.

Segundo informações do site O Globo, de janeiro a novembro de 2018, foram feitas 213 denúncias de intolerância contra religiões de matriz africana, um número 47% maior do que o relatado durante o ano inteiro de 2017, representando 59% dos casos totais de intolerância religiosa. A matéria diz que, apesar das diminuições dos casos de intolerância religiosa em geral, as práticas contra religiões afro-brasileiras aumentaram.

Informações do site da Folha de São Paulo dizem que a Polícia Civil recebeu 562 notificações de crimes dessa natureza de janeira a abril, o dobro do que foi registrado no mesmo período do ano passado (280). Foram cinco boletins de ocorrência por dia em média.

Então nós do projeto “Fome de Quê?” decidimos fazer entrevistas com pessoas de diferentes religiões para expressarem um pouco de suas opiniões sobre o assunto, fazendo perguntas como “o que você acha que é intolerância religiosa?” e “você já presenciou, causou ou sofreu algum ato de intolerância religiosa?”

E você? Já vivenciou alguma situação de intolerância? Gostaríamos de convidá-lo para assistir ao nosso documentário que contém falas de pessoas entrevistadas por nós, contando um pouco de suas experiências e opiniões sobre esse assunto.

Entrevista:
https://drive.google.com/file/d/1GiBHslFEXrNIixsLJilBF2rBK6de-FBL/view?usp=sharing

Integrantes:
Amanda Pagnotta Correia
Archangelos Moreira da Costa Budoia
Gabriel Cuenca Vasconcelos