Fome do Futuro

254

Integrantes:
Nicole Forsin
Fernando Gimenez
Carlos Neto
Vinicius Rivera
Giovanni Sordi

O hábito de consumir insetos no Brasil
O Brasil, assim como outros países do ocidente, não tem o costume de consumir insetos. O novo tipo de alimento é tachado como nojento e muitas pessoas possuem a visão errada sobre eles, mesmo que seja uma questão meramente cultural.

Após realizar diversas pesquisas sobre os estudos de entomologia, desenvolvemos um projeto, “Fome do Futuro”, no qual nos envolvemos em iniciativas sociais de consciencialização e estratégias futurísticas. Nesse processo, descobrimos que o valor nutricional de certos insetos conseguem ser iguais ou até mesmo superiores ao da carne bovina, suína e das aves. Isso ocorre em decorrência do desenvolvimento biológico desses seres, os quais são constituídos de fibras, como a quitina. Essa estrutura faz com que esses organismos sejam mais nutritivos, tornando-os extremamente ricos em vitaminas, minerais e gorduras.

Fonte: https://www.uol/noticias/especiais/insetos-comestiveis.htm#vamos-todos-comer-insetos

O fato que nos levou a explorar mais a fundo sobre essa alternativa, são as vantagens que essa apresenta. O hábito de consumir insetos não traria situações benéficas apenas para os seres humanos, mas também para o ambiente e o planeta Terra.

Biólogos e pesquisadores afirmam que os insetos se multiplicam de maneira rápida e não necessitam de grandes espaços, ocasionando diminuição do número de desmatamentos, que, na atualidade, ocorrem para a abertura de pastos. Além disso, verifica-se uma redução    na liberação dos gases causadores do efeito estufa, já que os insetos não liberam amônia. Outra vantagem está no fato de que esses seres não se alimentam na mesma proporção que outros animais de corte, como as vacas. Observamos isso ao averiguarmos que são necessários oito quilos de ração para produzir um de carne bovina, enquanto os insetos precisam de apenas  dois quilos de ração para produzir um de massa. Esses fatores iriam beneficiar as alternativas econômicas e até mesmo sociais, se utilizadas de maneira consciente.

Pensando nos benefícios aos próprios humanos, pesquisas da Universidade de Wisconsin (EUA) sugerem que proteínas crocantes, como os grilos, são muito boas para a saúde. Cientistas também comprovam que comer insetos no café da manhã pode ajudar a  aumentar a proliferação das bactérias naturais do intestino e reduzir a inflamação do corpo.

Nas etapas finais do “Fome do Futuro”, foi realizado um formulário com cerca de 60 pessoas do ambiente pedagógico (entre essas, alunos e funcionários), questionando se comeriam os insetos. O gráfico construído com os resultados mostrou que 60% dos entrevistados não aceitariam ingerir essas novas opções alimentícias.

Com o objetivo de tentar convencer nossos entrevistados, decidimos realizar um quiz, com diversas perguntas (tanto em inglês, quanto em português) a respeito do hábito de consumir insetos e seus benefícios. Desta vez mostrando, com ajuda de slides, as vantagens e o valor nutricional. Além disso, apresentamos  que nem todos os insetos são comestíveis, portanto devemos nos atentar e ter conhecimento acerca dos lugares onde esses seres foram criados, a fim de evitar possíveis doenças ou alergias, já que alguns podem ser extremamente venenosos.

Mesmo que muitos não tenham obtido um bom desempenho no teste, observamos que após fazer a mesma pergunta sobre o consumo de insetos, o “Sim” teve um acréscimo de 5%, enquanto o “Sim, porém com algo” teve de quase 15%.

Observando nosso trabalho e os  estudos de entomologia já existentes, podemos afirmar que embora a alimentação à base de insetos enfrente barreiras culturais no ocidente, esse consumo vem se expandindo cada vez mais. Atualmente, observamos o surgimento de uma série de projetos que buscam disseminar informações sobre as vantagens dessa alternativa alimentícia, a ponto de ser possível  conscientizar a população, fazendo com que esta possibilidade se torne cada vez mais viável e alcance diversos países que ainda não desenvolvem tal prática.

Os trabalhos que estão sendo executados ajudam a compreender melhor estes assuntos dos quais, muitas vezes, formamos opiniões precipitadas. Mas, então? Após saber dessas vantagens, você comeria algum tipo de inseto?